FUTUROLOGIA DOS SEGUROS NO BRASIL

Inegavelmente como todos os demais setores de atividade econômica, os SEGUROS não deixaram de passar por profundas mudanças causadas pela Pandemia do COVID-19. Esta percepção fica ainda mais perceptível ao defrontarmos mudanças significativas nas praticas anteriores com as atuais. Principalmente nos quesitos de ordenamento negocial e valorização de produtos e serviços. O setor de seguros seguirá essas mesmas orientações e tendências para viabilizar todo esse processamento, que tem por objetivo atender ao também novo consumidor de seguros.

Por onde se dará as Mudanças:

  • Aumento na concorrência;
  • Transparência com fortalecimento das Ouvidorias;  
  • Redução de Custos nas Empresas do Setor;
  • Redução de Preço para o Consumidor;
  • Novos mecanismos e normas de conduta para proteção do setor e do consumidor (CDC);
  • Queda nos Juros com efeitos no modelo industrial.  

A carga tributária brasileira já não é mais o grande impeditivo para este avanço, aliás, pouco tem se falado a respeito. A economia toma seu papel solo, e não quer ficar refém dos impostos.

No campo dos SEGUROS, especificamente, o empresariado terá que investir cada vez mais em segurança para pode pagar mais barato o seu seguro.

As regras que se somam para este avanço são de natureza conscienciosa e em respeito a realidade brasileira. Ou seja, vamos construir cada vez mais nosso padrão de Aceitação e Precificação, mesmo em um mercado interno com cerca de 50% de participação estrangeira.

No campo da distribuição dos SEGUROS, os Corretores de Seguros deverão permanecer na Liderança, pois executam melhor este papel de estar mais próximo e atender melhor o consumidor.

No entanto resta-nos saber se vamos crescer acima de dois dígitos, como vimos antes da pandemia. Muito bem, a mudança mais significativa do ponto de vista da Indústria (Seguradoras) está na queda dos juros, que fatalmente vão exigir das seguradoras maiores esforços em suas despesas de administração (DA) e nas ações para atingir melhores resultados no industrial. É um novo e longo caminho que teremos pela frente, com lições para todos, consumidores, corretores de seguros e seguradoras.   

SHIRTES PEREIRA
Diretor-Fundador SH Shirtes Corretora de Seguros
Bacharel em Economia e Administração de Empresas
Docente ENS (Escola Nacional de Seguros)
Securitário e Corretor de Seguros habilitado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *